Now Playing Tracks

bahvelez:

Quero a paz de viver sobriamente no espaço de minha mente

Andar pelas veredas incertas do coração…

Olhar paisagens coloridas que se insinuam nas passarelas da ilusão,

Respirar o ar do pensamento solto…

Despejar palavras doces aos ouvidos do inconsciente,

Embarcar nas águas do mar do teu e  do meu olhar…

tocar a transparência, beber o céu em um segundo,

contar o infinito…

Quero a paz de viver louca…solta…livre…

onde a paz estiver lá  estarei,

de mãos dadas, corpo colado,

alma enlaçada…a paz e eu!

________Ao som de: Sven Weisemann - Xine VI - Harbor Lights____

Apenas escrevendo, na companhia de amigos

imaginários…B.F.B

 

Apanhador de desperdicio


Uso a palavra para compor meus silêncios.
Não gosto das palavras
fatigadas de informar.
Dou mais respeito
às que vivem de barriga no chão
tipo água pedra sapo.
Entendo bem o sotaque das águas
Dou respeito às coisas desimportantes
e aos seres desimportantes.
Prezo insetos mais que aviões.
Prezo a velocidade
das tartarugas mais que a dos mísseis.
Tenho em mim um atraso de nascença.
Eu fui aparelhado
para gostar de passarinhos.
Tenho abundância de ser feliz por isso.
Meu quintal é maior do que o mundo.
Sou um apanhador de desperdícios:
Amo os restos
como as boas moscas.
Queria que a minha voz tivesse um formato de canto.
Porque eu não sou da informática:
eu sou da invencionática.
Só uso a palavra para compor meus silêncios

To Tumblr, Love Pixel Union